16 de jul de 2011

Vence quem passa por essa vida rindo. E se o preço que se paga por ser um pouco feliz é ser um pouco idiota, dane-se.
De uns tempos para cá eu aprendi – talvez da maneira mais dura possível – que para se amar uma pessoa você precisa antes de tudo não depender dela. O fato de você ter alguém do seu lado lhe fazendo companhia não quer dizer que você esteja feliz, ou talvez amando. Isto apenas se resume em um escudo para a carência. E eu dependia dele, assim como um viciado depende de sua droga. Isto me feria, corroia cada parte de mim... Sinceramente, já não quero mais me drogar.

Só-riso!


Cultive a alegria. Não entregues tua alma à tristeza, não atormentes a ti mesmo em teus pensamentos. A alegria do coração é a vida do homem, e um inesgotável tesouro de santidade; a alegria do homem torna mais longa a sua vida.

Eclesiástico 30, 22-23.

O tempo voa como eu, quando penso em você.

12 de jul de 2011

Faça valer!

Vai permanecer essa vontade de encontrar a luz no fim do túnel e nunca se entregar ao fim. (...) Nessa vida eu só insisto em ser feliz me apaixonar, e envelhecer com os meus amigos.

Caminante, no hay camino. Pero el camino se hace al andar.


Ninguém me ensinará os caminhos. Ninguém nunca me ensinou caminho nenhum, nem a você, suspeito. Avanço às cegas. Não há caminhos a serem ensinados, nem aprendidos. Na verdade, não há caminhos.

11 de jul de 2011


Sei lá, sempre tem um pôr do sol esperando para ser visto...

Dê a quem você ama: asas para voar, raízes para voltar e motivos para ficar.

10 de jul de 2011

8 de jul de 2011

Queira e seja sempre assim: doce, doce, doce.

A felicidade está sempre por perto, basta você querer vê-la. É uma escolha. Você decide parar de correr atrás das coisas que nunca dão certo, desiste dessa rotina que te prende, e enfim se liberta! É isso, não tão simples, mas bem possível.

7 de jul de 2011

Diga ao primeiro que passa que sou da cachaça, mais do que do amor. Diga e diga de pirraça. De raiva ou de graça, no meio da praça, é favor. Mas fica, mas fica ao lado meu. Você sai e não explica onde vai e a gente fica sem saber se vai voltar.

Ever!

6 de jul de 2011

São os olhos, exatamente os olhos, que eu mais ouço. A vida tem me ensinado, ao longo da jornada, que as palavras muitas vezes mentem. Os olhos, geralmente, não desmentem o que diz o coração.
Uma garota precisa de um garoto que possa ser homem o bastante para prová-la que nem todos os homens são iguais.
Confesso que ando muito cansado, sabe? Mas um cansaço diferente… um cansaço de não querer mais reclamar, de não querer pedir, de não fazer nada, de deixar as coisas acontecerem. Confesso que às vezes me dão umas crises de choro que parecem não parar, um medo e ao mesmo tempo uma certeza de tudo que quero ser, que quero fazer. Confesso que você estava em todos esses meus planos, mas eu sinto que as coisas vão escorrendo entre meus dedos, se derramando, não me pertecendo.Estou realmente cansado.Cansado e cansado de ser mar agitado, de ser tempestade… quero ser mar calmo. Preciso de segurança, de amor, de compreensão, de atenção, de alguém que sente comigo e fale: “Calma, eu estou com você e vou te proteger! Nós vamos ser fortes juntos, juntos, juntos.” Confesso que preciso de sorrisos, abraços, chocolates, bons filmes, paciência e coisas desse tipo. Confesso, confesso, confesso.

5 de jul de 2011

Ela finalmente parecia ter secado...

Ela não sabia amar, talvez. Então mais um amor havia ido embora, mais um amor havia chegado ao fim. Nessa imensa individualidade onde ninguém podia entristecê-la sempre cresciam espinhos. Espinhos para machucar aqueles que a machucavam, então assim não a tocavam. Não tocava porque o medo da mágoa não deixava que lhe tocassem, ou então havia medo porque não haviam tocado fundo o suficiente para que o medo não existisse.

4 de jul de 2011

Ela é estranha. Tem olhos hipnóticos. E a gente sente que ela não espera mais nada de nada nem de ninguém, que está absolutamente sozinha e numa altura tal que ninguém jamais conseguiria alcançá-la.

About butterfly, fly, freedom...